Pages

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Pelas redes sociais

“Por mais que eu tente, não consigo entender alguns pedidos de amizade por aqui. A pessoa não fala nem "Oi" pessoalmente.” Há um tempinho escrevi isto no Facebook e como consequência ganhei uma discussão bastante interessante e me senti na obrigação de escrever sobre.
Algumas das respostas à frase:
  • Mas esse hábito é muito comum em Brasília inteira.
  • É um modo de começar a dizer oi também...
  • Entenda que é mais fácil manter relacionamentos virtuais hoje em dia!
  • Exatamente! Chegou ao ponto que me deixa indignada
  • Disse tudo. Já ia comentar que na sociedade atual em que vivemos, com as futilidades que emergem a cada minuto, se torna mais fácil manter relações virtuais, com pouco ou nenhum contato... É triste, mas compreensivo...
  • Daqui uns dias a internet será tão necessária como água e energia elétrica. Na verdade, as pessoas que só conseguem conversar e se abrir via internet não estão sendo covardes ou desonestas. Elas estão sendo elas mesmas com a ajuda do pc. Sou total a favor de o mundo virtual influenciar a vida real. Ambas são vividas por nós, são construídas por nós.
As respostas que recebi abrem ganchos para diversos questionamentos sobre as relações sociais e a internet. Tentando focar um ponto eu pergunto: Adicionar nas redes sociais alguém que eu nunca vou falar pessoalmente é um comportamento exclusivo da cultura de Brasília? Qual a intenção de alguém que insiste em ter a outra como amiga virtual, mas nunca fala com ela ou comenta nada?

Uma das coisas que mais me empolga na rede é a possibilidade de interação gratuita com pessoas do mundo todo e o compartilhamento de qualquer tipo de informação em tempo real. Outra é a capacidade de expressar opiniões ou sentimentos e instantaneamente ter uma resposta/opinião após décimos de segundo. Acho incrível essa velocidade com que as informações são trocadas.

As pessoas podem usar o mundo virtual para terem espaço com outras pessoas, pra fugirem de sua timidez, pra levarem um fora sem o peso do mundo real, pra tentarem ser mais sociáveis. A internet facilita diversos pontos das relações humanas, mas as pessoas precisam fazer jus ao que está disponível. E com todas estas facilidades ainda é possível encontrar quem adiciona Deus e o mundo como amigos virtuais e não têm a capacidade de dizer um “Oi” ou demonstrar interesse por algo dito. E esse objetivo indefinido destas pessoas desperta a minha curiosidade e ao mesmo tempo me deixa intrigado.

Eu, particularmente, não quero alguém no meu Facebook, por exemplo, apenas olhando o que faço. Quero quem interaja comigo e que me encontre na rua e continue algum assunto, estendendo o contato pessoalmente. Por diversas vezes já aceitei desconhecidos nos meus perfis dando uma oportunidade de começar uma amizade ou apenas trocar informações comuns. Contudo acabei por excluí-las por terem ficado lá de enfeite apenas aumentando a quantidade de “amigos”. Hoje eu costumo recusar imediatamente boa parte das pessoas que me adicionam do nada e sem dizer nada.

Não é porque o Facebook te sugeriu alguém que você tem que ir lá e adicionar. Podemos ter afinidade, mas não é porque somos da mesma cidade que vamos ser amigos.

Posso estar sendo chato ou sendo muito restrito, porém com todas as facilidades da internet e todas as maravilhas que me encantam nas redes sociais, prefiro ser mais aberto pessoalmente a virtualmente. Como as informações trafegam com uma velocidade gigantesca por aqui, vejo que dar espaço facilmente a desconhecidos é o mesmo que deixá-los ouvir conversas de cunho muito pessoal e dar liberdade para espalhar para quem quer que seja. E por mais que se limite o acesso às informações, alguma coisa sempre fica acessível e sabe-se lá o que uma pessoa (que você não sabe se é boa ou má) irá fazer com o que conseguiu.

3 comentários:

  1. Amore, pra piorar a situacao, ja soube de muitos que so adicionam para ter um 'networking' - um "olha so, ele conhece o fulano tambem!".
    Concordo muito com voce!!

    ResponderExcluir
  2. Vôcê pensa como eu, é muito inteligente, estou quase adotando você para me ajudar escreve em meu blog,tudo que escreve é bem no sentido da coisa, tudo faz sentido. sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado!!! Fico feliz de saber que curtiu.

      Excluir